Your browser version is outdated. We recommend that you update your browser to the latest version.

Pacotes de Formação

Orientados para capacitação e empoderamento das comunidades temos para a si e sua organização ferramentas e metodologias universalmente comprovadas, saiba mais...


Junte-se a nós

Confira os nossos estatutos e candita-se para ser um membro da ADEL ou do FEDESMO. Mas não se esquece de enviar informações da sua organização ao Forum Provincial das ONGs de Sofala FOPROSA. Baixe os formulários Relatório de actividades 2014 e plano de actividades 2014

Galeria de Fotos

click tracking

Apostamos no desenvolvimento Sustentável.   Ambientalmente e Socialmente Responsável.

 

    Obrigado por visitar a nossa pagina! Esperamos que goste de navega-la e que encontre muitas

    informações úteis.

 

    Nós o (a) convidamos a se unir a nossa agência nos diversos programas de desenvolvimento,

    que são o nosso contributo dentro das directrizes e planos do governo Moçambicano

 

   Estamos ansiosos para compartilhar nosso conhecimento de modo a ampliar os impactos na

   luta contra      a pobreza e a fome. Esperamos que o entendimento dessas questões inspire-o

   a tomar partido do desafio de proporcionar um desenvolvimento sustentável ao nosso país no

   geral e em particular a nossa província, Sofala.

 

      Aceda ao link e confira o nosso Video institucional, conheça um pouco mais de nos!

 

https://drive.google.com/file/d/1knEFzcWnpdOKdo7zomV3ALgvzA9pjuX7/view?usp=sharing

 

 

 

 

GÉNERO

Temos estado a colaborar com a MULEID ( Mulher Lei e Desenvolvimento) tanto na elaboração e operacionalização de politicas de género a nível da agência, bem como na promoção de temas relacionados ao balanço do género nas comunidade. As nossas portas estão abertas para activistas feministas bem como organizações em prol dos direitos da mulher.

TRECHOS DO ESTUDO REALIZADO EM PARCERIA COM A MULEIDE SOBRE O GENERO NOS COMITES DE GESTÃO DOS RECURSOS NATURAIS:

“quando há uma reunião a mulher não pode dizer nada, só concorda com o que o homem diz, foi assim que fomos ensinadas”

eu tenho mulher ela tem que cumprir com o que eu quero. A casa é minha ela tem que obedecer as minhas ordens

Os homens afirmaram que “não”, não preciso de consultar sobre o que deve ser feito,eu dou o que posso”, a partir desta questão pode-se compreender que não há inclusão da mulher na planificação.

Baixe o estudo complecto clicando aqui.

(Resultados da Auscultação do Comité de Gestão de Recursos Naturais de Guara Guara.)

 

Share on Social Media